segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

De súbito, algo me tomou; tão estranho, até parece irreal. Leva-me pra longe, assopra forte me fazendo confessar.. Confesso a mim: parece leve mas não é. Sutil, talvez. Essas pequenas pernas tremem frágeis a ponto de desmontarem. Olhos fechados, o mundo derrete à minha volta. As cores inebriantes saltam se atirando num longinqüo e secreto abismo. Ao pé do ouvido soam as mais agradáveis palavras, parece música. Aquela respiração ofegante distinta de tudo já antes ouvido. Pensando em tudo algumas gotas se espremem entre as pálpebras, mas há sempre algo melhor pela frente. Ando perdida num futuro presente sem letras, sem fascinações. As pequenas letras acolhedoras parecem escondidas atrás de algo mais virtuoso. Óh, já se foi. Breve culpa.

2 comentários:

Julia disse...

ooooooooooooooii ju :D
já que ninguém comenta aqui eu vou te salvar xD
aiusdhaisud
tão bonitos os textos aqui :} mas eu gostava qndo tu enfeitava bastante o teu blog. ai ai
saudade de ti :~~ beijoo

Jéssica disse...

ai isso tem nome!